Temos razões para nos sentirmos orgulhosos e ânsia de poder partilhar com os outros os sabores e saberes da nossa região com identidade própria. As variadas formas de confeção dos nossos produtos locais, torna a nossa região rica em paladares e aromas, a nossa gastronomia combina na perfeição com os nossos vinhos, região onde cozinhar e fazer vinho é uma arte. A nossa Gastronomia e vinhos tem-se revelado ao longo dos anos um símbolo e polo de atração Turístico.

Na região da Costa Verde, podemos encontrar em qualquer parte da região, os deliciosos pratos típicos do norte, como o caldo verde, o bacalhau, os rojões,o pato com arroz, entre outros pratos regionais.Em Viana do Castelo, o arroz com bacalhau e o polvo à Margarida da Praça. Em Caminha, o eiroz cozido e o sargo. Em Paredes de Coura, o bacalhau à Miquelina; em Monção, o cabrito assado, o sável e a lampreia; em Melgaço, os presuntos; no Porto, a famosa tripa.

 

 

 

 

 

 

Nas sobremesas, podemos saborear ricos e variados doces confecionados, tradicionalmente, pelas freiras - "São Gonçalo" e "papos de anjo", o "doce de travessa", o "arroz doce" e a "aletria", as "rabanadas", os "sonhos" e os "mexidos", o delicioso "pão de ló" e os doces à base de gema de ovo e de massa de amêndoa. Quantos a bebidas, os vinhos do Porto e os vinhos Verdes são o máximo.

Estudos diversos indicam que Portugal é o país "mediterrânico" que menos alterou os seus hábitos alimentares tradicionais.

Os nossos queijos produzidos nas serras transmontanas, o presunto do Barroso, chouriços de Vinhais e Miranda e Montalegre, cordeiro de Montalegre e Bragança, Cabrito Transmontano, Cabrito das Terras do Minho, Borrego Terrincho, carne Cachena da Peneda, carne Barrosã de Arouquesa e Mirandesa e ainda o mel, a castanha, o azeite do Douro e Trás-os-Montes, Amêndoa do Douro , são alguns exemplares dos nossos sabores típicos do Norte.